E se São Paulo fosse um país...

Estamos acostumados a discutir os grandes problemas da nossa cidade, que não são poucos e nem devem ser deixados de lado, mas que tal exaltarmos os pontos fortes da nossa capital hein?

A cidade de São Paulo completou 458 anos e um levantamento realizado pela FECOMERCIO-SP (Federação do Comércio de Bens de Serviços e Turismo do Estado de São Paulo) revelou que se a capital paulista fosse um país, ela seria a 40ª maior economia do mundo.
A cidade gera um PIB (Produto Interno Bruto) de R$ 389 bilhões ou de US$ 195,29 bilhões. O montante é superior ao PIB de países como Israel, Cingapura, Egito e Chile. Os dados são relativos a 2009.
Futuramente, a colocação de São Paulo no ranking deve aumentar, pois ainda serão divulgados dados de 2010 e 2011. Períodos em que a economia brasileira apresentou taxas de crescimento acima da média global.

Em comparação com países da América Latina, São Paulo ocupa a 5ª posição, perdendo apenas para Brasil (US$ 1.624.983), Argentina (US$ 310.351), Venezuela (US$ 325.678) e Colômbia (US$ 234.182). Para ter uma ideia, o PIB paulistano equivale a 62,93% do PIB argentino.
O estudo confrontou também os dados paulistanos com 50 estados dos EUA (Estados Unidos da América). No ranking geral, São Paulo, ficou em 25º lugar, ficando a frente de Kentucky (29ª colocação) e Washington D.C (35ª colocação).

Dados oficias mostram como a cidade de São Paulo é grandiosa. A capital é sede de 38% das 100 maiores empresas privadas de capital nacional, 63% grupos internacionais instalados no Brasil; 17 dos 20 maiores bancos; oito das 10 maiores corretoras de valores; 1.769 estabelecimentos de saúde; 40 hospitais públicos, 61 hospitais particulares, 146 faculdades e 26 universidades.
Em 2010, São Paulo recebeu 11,7 milhão de visitantes, sendo 10,1 milhões de turistas nacionais e 1,6 milhão de estrangeiros; 56,1% dos turistas vêm a negócios; 22,4% para participar de eventos; 10,9% a lazer; 4% para estudos; 2,6% para visitar parentes e amigos e 2,5% para assuntos relacionados a saúde.
Além disso, a cidade é sinônimo de diversão, com 60 teatros; 110 museus; 260 salas em 55 cinemas; 280 salas de teatro (600 espetáculos teatrais em média por ano); 40 centros culturais; 64 parques e áreas verdes; sete grandes casas de espetáculos; 294 salas para shows e concertos; mil academias de ginástica; sete estádios de futebol.
Me orgulho muito de morar em São Paulo, que tem seus problemas sim, mas imcomparáveis aos seus atributos.

Assista a ótima matéria exibida no Jornal da Globo na edição de 25/01/2012:


Fonte:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carajás e Tapajós...Vale a pena?

SP2040 - A Cidade que Queremos